Entrega de casas nas centralidades começa a 25 deste mês

Presidente do Conselho de Administração da "IMOGESTIN", Rui Cruz, durante a 3ª Conferência Internacional do Imobiliário (Foto: Henri Celso)
Presidente do Conselho de Administração da "IMOGESTIN", Rui Cruz, durante a 3ª Conferência Internacional do Imobiliário (Foto: Henri Celso)
Presidente do Conselho de Administração da “IMOGESTIN”, Rui Cruz, durante a 3ª Conferência Internacional do Imobiliário (Foto: Henri Celso)

Mais de cinco mil 400 cidadãos, que pagaram e não receberam residências nas centralidades, começam a receber as suas habitações a partir do dia 25 deste mês, anunciou segunda-feira, em Luanda, o presidente do Conselho de Administração da Imogestin, Rui Cruz.

O responsável, que falava no acto de abertura da 3ª Conferência Internacional do Imobiliário Imogestin – 17 anos, reafirmou o compromisso de continuar a actuar de forma responsável aos desafios da problemática habitacional do Executivo.

De acordo com a fonte, a participação da Imogestin na gestão de alguns projectos habitacionais do governo pode gerar oportunidades para se alargar os benefícios ao sector privado angolano, nas áreas de construção, na indústria de materiais de obra e na própria área imobiliária.

Segundo Rui Cruz, a habitação social constitui para os próximos tempos uma necessidade para satisfazer a procura gerada por esse segmento.

Afirmou que se o papel do Estado é determinante na regulação do mercado imobiliário para a protecção das pessoas economicamente mais vulneráveis, o sector privado pode ver nele uma oportunidade para aumentar a oferta de materiais de construção, bem como assegurar a participação neste esforço que o Executivo vem desenvolvendo.

A conferência que serviu para celebrar o 17º aniversário da Imogestin, segunda-feira, contou com a participação de governantes, empresários nacionais e internacionais, académicos e outras individualidades. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA