Embaixador angolano acreditado na Guiné – Bissau

(DR)
(DR)
(DR)

O novo Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República de Angola na República da Guiné-Bissau, Daniel António Rosa, procedeu quarta-feira (17) a entrega, ao Chefe de Estado da República da Guiné-Bissau, José Mário, as cartas credenciais que o acreditam como Embaixador residente em Bissau.

A Margem da entrega das cartas credenciais que teve lugar no Palácio Presidencial, em Bissau, o diplomata angolano manteve um encontro privado, de cerca meia hora com o Chefe de Estado guineense, onde passaram em revista aspectos de interesse bilateral entre os dois Países, com destaque para as perspectivas de retoma das relações de amizade e cooperação interrompidas na sequência do golpe de estado de 12 de Abril de 2012.

Durante o encontro, o Chefe de Estado guineense solicitou o engajamento do novo embaixador na normalização rápida das relações de cooperação tendo considerado Angola um país “aliado, amigo e parceiro estratégico da Guiné-Bissau”.

O Estadista guineense manifestou interesse em visitar Angola, ainda este ano, caso a agenda do seu homologo angolano assim o permitir.

Falando à imprensa, a saída da audiência, o Embaixador Daniel Rosa considerou importante trabalhar com as autoridades da Guiné-Bissau para reavaliarem em conjunto as áreas prioritárias da Cooperação com base aos interesses de cada País.

Relativamente aos projectos relacionados com a CPLP, em relação a Guiné-Bissau, o Diplomata angolano considerou ser importante fazer uma concertação prévia com os demais Estados da Comunidade.

Com residência permanente em Bissau, o Embaixador Daniel Rosa tem igualmente sob sua jurisdição as Repúblicas do Senegal e da Gâmbia, onde se espera, venha a proceder a entrega das cartas credenciais nos próximos Tempos.

Recorde-se que no âmbito da retoma da cooperação entre os dois países, esteve, no início deste ano em Angola, o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Cooperação Internacional e das Comunidades, Mário Lopes da Rosa, o Presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassama, bem como o Chefe de Estado Maior das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Biague Na’tam, que, a margem da reunião dos Chefes de Estado Maior da CPLP, manteve encontros separados com o seu homologo angolano, General Nunda, onde aproveitaram passar em revista aspectos relacionados com a retomada das relações de cooperação no domínio militar. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA