Embaixada fechada pela crise vai abrir portas a adjunto de Passos

(D.R)

Foram fechadas devido à crise, mas agora reabrem para acolher diplomatas que exercem funções em gabinetes ministeriais.

(D.R)
(D.R)

A embaixada de Portugal na UNESCO, em Paris, foi encerrada devido à contenção de custos, mas vai agora ser reaberta para acolher o chefe de gabinete de Passos Coelho depois de o atual Governo cessar funções.

Apesar de a colocação efetiva de Gilberto Jerónimo, de 43 anos, precisar ainda de uma audição com o Presidente da República mas o Expresso dá o movimento como certo.

A reabertura desta e de outras embaixadas fechadas por Paulo Portas devido à crise, onde estão a ser colocados diplomatas que exercem funções em gabinetes ministeriais está a ser contestada pelos diplomatas do Ministério Público.

António Alves Machado vai para Bruxelas, Manuela Bairos para Nova Iorque, Maria Manuela Durão vai parav a Santa Sé e Francisco Vaz Patto vai para a Tailândia. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA