Embaixada de Angola na Suécia e governo de Malanje lamentam morte de Humberto Jorge

”Humberto Jorge” (Foto: tpa.ao)

A Embaixada de Angola no Reino da Suécia, Países Nórdicos e Estados Bálticos manifestou hoje, segunda-feira, a sua consternação e o seu profundo pesar, pelo passamento físico de? Humberto Jorge Machado de Passos, Administrador Não Executivo da RNA, ocorrido no dia 06 do corrente mês, vítima de doença.

”Humberto Jorge” (Foto: tpa.ao)
”Humberto Jorge” (Foto: tpa.ao)

De acordo com uma nota de imprensa chegada à Angop, nesta hora de luto e dor, a embaixada  destaca  a  trajectória profissional, empenho e dedicação à causa da Pátria, que fez de ”Humberto Jorge”um destacado profissional da Rádio Nacional de Angola, respeitado por todos”.

“Angola perde um insigne jornalista, que desempenhou, com zelo, abnegação e espírito  patriótico vários cargos como a de Administrador não -Executivo da Rádio Nacional de Angola (RNA), Chefe de Departamento de Reportagem, de Director da Rádio Luanda e o de Presidente do Grupo Desportivo da RNA” lê-se na nota .

Os diplomatas e funcionários da Embaixada de Angola no Reino da Suécia apresentam as sentidas condolências à família enlutada, ao Conselho de Administração da Rádio Nacional e ao Ministério da Comunicação Social.

Por seu lado, o governo da província de Malanje refere numa mensagem de condolências enviada à Rádio Nacional que foi com profunda tristeza que tomou conhecimento do passamento físico do Jornalista Humberto Jorge, pessoa de trato fácil, quadro sénior e de elevada estatura profissional da Radiodifusão Nacional de Angola.

“Humberto Jorge, pelas suas qualidades profissionais e pelo seu sentido de responsabilidade no trabalho, sempre chefiou as equipas de reportagem de grandes eventos políticos, económicos, sociais, culturais e desportivos, por isso a sua morte deixa um grande vazio na Rádio Nacional de Angola”, espelha a nota. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA