Directora do Centro de Trabalho sustenta envolvimento de todos para diminuição de acidentes

Isabel Cardoso - Directora Geral do Centro de Segurança e Saúde no Trabalho (Foto: Clemente dos Santos)
Isabel Cardoso - Directora Geral do Centro de Segurança e Saúde no Trabalho (Foto: Clemente dos Santos)
Isabel Cardoso – Directora Geral do Centro de Segurança e Saúde no Trabalho (Foto: Clemente dos Santos)

A directora-geral do Centro de Segurança e Saúde no Trabalho (CSST), Isabel Cardoso, sustentou que a diminuição sustentada e constante da sinistralidade no trabalho é um objectivo em que todos juntos, instituições públicas, privadas, sindicatos, empregadores devem dar o máximo de si.

Em declarações à Angop, hoje a margem do workshop sobre Ergonomia no Trabalho, realçou que esse esforço tem sido feito não só no domínio da legislação, mas como também no quadro da capacidade técnica e humana.

Salientou que o CSST esta empenhado no sentido de envolver mas a população trabalhadora, através de encontros constantes, em parcerias com empresas privadas especializadas, visando a criação de comissões no seio das empresas para mudança de comportamentos na prevenção da segurança no trabalho e doenças profissionais.

“ O nosso objetivo principal é que cada empresa tome consciência da necessidade da mudança de comportamentos e postura do trabalhador, adaptando as condições de trabalho, explicando a importância de uma postura correcta para mais desempenho e produtividade”, sublinhou.

Segundo Isabel Cardoso, nota-se um certo desconhecimento da temática da segurança, saúde e higiene no trabalho por parte dos trabalhadores e, por isso responsáveis de empresas estão cada vez mas interessados em a aprender implementar estes serviços.

Apontou o sector da construção civil como o de maior e risco de sinistralidade, no trabalho, tendo considerado como compreensível, uma vez que o país esta em crescimento em termo de obras. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA