Denunciou Marco António Costa. Agora pede proteção policial

Marco António Costa (D.R)

O pedido foi apresentado há duas semanas às autoridades, mas ainda não foi obtida nenhuma resposta.

Marco António Costa (D.R)
Marco António Costa (D.R)

Paulo Vieira da Silva denunciou Marco António Costa com a alegada existência de uma “rede de interesses” no distrito do Porto. Mas há duas semanas precisou de pedir proteção policial, depois de ter sido perseguido e ameaçado.

O ex-dirigente do PSD apresentou o pedido ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto, mas ainda não obteve resposta, avança o jornal i.

Foi depois de ter denunciado o atual ‘número dois’ do PSD, a 23 de abril junto da Procuradoria-Geral da República (PGR), Polícia Judiciária e DIAP do Porto, que as ameaças começaram a surgir.

Depois das “perseguições e ameaças” diretas de que foi alvo e que se terão estendido à própria família, segundo indicou o próprio nas redes sociais, a situação agravou-se. Vieira da Silva já se deparou várias vezes com a presença da mesma pessoa perto da sua casa. Este será um ex-funcionário da Câmara Municipal de Valongo, ex-pugilista e antigo segurança da autarquia, que trabalhou durante o tempo de Marco António Costa.

Recorde-se que, o ex-dirigente do PSD acusou o atual vice-presidente dos sociais-democratas de ter feito da “distrital do PSD a sua quinta, utilizando-a a belo prazer como uma importante plataforma de gestão política de interesses”.

Além de ter feito a “gestão da escolha dos nomes das listas de deputados e dos candidatos às mais diversas autarquias”. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA