Cuanza Norte: Igualdade no género requer medidas concretas – Vice governador

vice-governador províncial para o sector político e social, José Alberto Quipungo (Foto: Angop/Arquivo)
vice-governador províncial para o sector político e social, José Alberto Quipungo (Foto: Angop/Arquivo)
vice-governador províncial para o sector político e social, José Alberto Quipungo (Foto: Angop/Arquivo)

O vice-governador do Cuanza Norte para a esfera política e social, José Alberto Quipungo, evocou hoje, segunda-feira, em Ndalatando, a primazia de medidas concretas na superação das desigualdades entre homens e mulheres, com vista à concretização da igualdade e equidade do género.

O responsável fez este pronunciamento na abertura de um Workshop Regional sobre “Reforço das capacidades em técnicas de planificação, programação, gestão e orçamentação na implementação da política nacional de igualdade e equidade de género” que reúne representações da família e promoção da mulher de sete províncias do país.

“A igualdade e equidade do género só é possível com medidas concretas, para superar as desigualdades entre homens e mulheres”, acentuou, ressaltando que a realização deste workshop constitui um contributo neste “árduo e difícil caminho”.

Segundo ele, a implementação das políticas sobre igualdade entre homens e mulheres exige que os programas e as estratégias a serem elaboradas para o efeito tenham em conta a perspectiva de género no acto de planificação, gestão e orçamentação, para que todos os agentes da sociedade se revejam em tais políticas.

O vice-governador destacou a importância da programação, planificação e da boa gestão dos recursos no alcance de metas de importância capital em todos os domínios da vida.

O workshop, que tem a duração de dois dias, conta com a participação das directoras provinciais e de técnicos ligados a planificação do Bengo, Cabinda, Cuanza Norte, Luanda, Malanje, Uíge e Zaire, do Ministério da Família e Promoção da Mulher (MINFAMU).

Sob a orientação da directora nacional para a Igualdade e Equidade de Género, Marilena Gambôa, o encontro tem os trabalhos repartidos em dois painéis, sendo que no primeiro será feita a apresentação da Política Nacional para Igualdade e Equidade de Género. Será ainda abordado o tema “Planificação e programação na transversalização das questões de género”.

Já o segundo painel se debruçará acerca de “Alocação de recursos por via de orçamentos para implementação de acções na abordagem de género.

O workshop, quarto e último de género, depois dos já realizados nas regiões sul, centro e leste do país, visa, entre outros objectivos, o reforço das capacidades e da compreensão a nível das direcções provinciais do MINFAMU, para a implementação das questões de planificação, da orçamentação e da programação.

Entidades governamentais locais e da sociedade civil participam também no encontro que centra-se ainda na análise do papel das instituições ligadas ao combate à violência e à promoção da igualdade de género. Assim, os presentes procederão a uma avaliação do que tem sido feito no âmbito das parcerias e trocas de experiências sobre a matéria. (portalangop.co.ao)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA