Criação do pelotão dos PM e seminários metodológicos da OMA e JMPLA nos destaques

(Foto: Kynda Kyunda)
(Foto: Kynda Kyunda)
(Foto: Kynda Kyunda)

A criação do pelotão na especialidade de anti-distúrbio da Polícia Militar (PM) da Região Militar Leste (RML) e os seminários metodológicos da JMPLA e da Comissão de Disciplina e Auditoria (CDA) da OMA, constituem os principais factos noticiosos que marcaram a semana finda no Moxico.

O pelotão foi formado em um mês por especialistas da Polícia de Intervenção Rápida (PIR) local, no quadro da cooperação existente entre a Polícia Nacional (PN) e as Forças Armada Angolanas (FAA) e visa auxiliar a PN na garantia da ordem, segurança e tranquilidade pública.

Na ocasião, o segundo comandante da RML, brigadeiro Tomás Dias Hilukilwa, chamou atenção aos efectivos da Polícia Militar para aplicarem continuamente a ética e a deontologia profissional da corporação.

Constituiu igualmente factos noticiosos, no capítulo político, a realização do seminário metodológico da Comissão de Disciplina e Auditoria (CDA) da Organização da Mulher Angolana (OMA).

O evento capacitou mais de 40 militantes da organização em matérias de regimento dos CDA, regulamento de aplicação de sanções disciplinar e instrução do processo disciplinar, além da análise do estatuto e programas de acção da organização da mulher angolana, bem como o regulamento de organização e funcionamento da OMA, são outros pontos a serem abordados.

Por seu turno, a JMPLA, organização juvenil do MPLA, realizou um seminário metodológico de capacitação de quadros e dirigentes da agremiação, num total de 150 camaradas.
No acto de abertura, o secretário provincial da JMPLA, Ivo Angelino Jorge, referiu que a organização constitui uma força motriz do partido no poder em Angola, facto que deve motivar os militantes para cimentarem a disciplina e contribuírem no crescimento do partido.

No sector social, as parteiras tradicionais do Moxico perspectivam criar, no decurso do mês de Julho, uma associação que possa uniformizar e orientar as políticas de actuação obstétricas nas comunidades rurais.

Destaque ainda recai para o Sínodo diocesano que avalia os 50 anos de existência da Diocese de Luena, que reúne fiéis católicos do Moxico, Lunda Sul e Benguela, com destaque para o porta-voz da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), o arcebispo Dom José Manuel Imbamba.

Numa das palestras que dissertou sobre o percurso histórico da diocese local, o prelado destacou a disseminação do evangelho pela Igreja Católica às áreas mais recônditas da província do Moxico nos 50 anos de existência da Diocese de Luena.

Referiu que ao longo de meia década, a Igreja Católica local fortificou-se com 15 escolas missionárias, centros de alfabetização, pólos de ensino superior à distância, casas para crianças desamparadas, postos e centros de saúde, entre outros.

Já o bispo anfitrião, Dom Jesus Tirso Blanco, realçou a construção de nove igrejas católicas, seis escolas, 26 residências missionárias, reabilitação da principal paróquia do Luena, a Sé Catedral, conclusão da escola “São José”, que leccionam o I e II ciclos de ensino geral, o Seminário do Luena, entre outras, em 13 anos de paz no país.

A Jornada da Criança também consta dos destaques da área social. A direcção local do INAC promoveu palestras de sensibilização contra a exploração infantil, no dia Internacional de Trabalho Infantil, assinalado no preterido dia 12 do corrente mês de Junho.

Na dissertação da palestra, representante do UNICEF no Moxico, Teófolo Caingola, defendeu que o combate radical ou mitigação da exploração infantil na província deve envolver todos actores da sociedade, pautando pelas acções de mobilização domiciliária e em outros estabelecimentos de maior concentração populacional.

No capitulo desportivo, o destaque recai para a realização das olimpíadas de xadrez, com a envolvência das escolas do I e II ciclos de ensino da cidade do Luena, a decorrer de 10 a 26 do corrente mês, que visa generalizar a prática na modalidade, na semana olímpica, que se comemora no período acima referido. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA