Cinco chineses detidos por caça ilegal em Moçambique

Elefantes (REUTERS)
Elefantes (REUTERS)
Elefantes (REUTERS)

Cinco cidadãos de nacionalidade chinesa foram detidos pela polícia de Moçambique e são acusados pelo crime da caça furtiva.

O grupo foi surpreendido pela polícia quando caçava no posto administrativo de Sábiè.

Segundo o Jornal Noticias, foram apreendidas também duas caçadeiras, descritas como altamente potentes e capazes de abater animais de grande porte, como elefantes e rinocerontes.

O terceiro engenho letal encontrado na posse dos cinco cidadãos asiáticos, segundo Emídio Mabunda, porta-voz da PRM no Comando da Policia na Província de Maputo, foi uma pistola com 30 munições.

Ainda na posse dos cinco indivíduos, portadores de uma licença de caça falsa, foram também encontradas mais de 100 munições de caçadeiras, um coelho e uma gazela, animais abatidos de forma ilegal.

As investigações, segundo o porta-voz da polícia, visam apurar se estão ou não ligados a algum grupo de abate de rinocerontes e elefantes para extracção de marfim e cornos.

O caso agora será encaminhado ao Ministério Público. (voa.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA