China: Realçado simbolismo da visita de José Eduardo dos Santos à China

GEORGES CHICOTI - MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (Foto: Pedro Parente)

Beijing- A visita do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, à China ocorre num momento particular de Angola, e visa rever e refinar a cooperação bilateral entre os dois países, afirmou domingo, o ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chikoti.

GEORGES CHICOTI - MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (Foto: Pedro Parente)
GEORGES CHICOTI – MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (Foto: Pedro Parente)

Falando à imprensa angolana em Beijing, momentos após a sua chegada de Angola, para integrar a comitiva presidencial, o diplomata informou que, para além dos vários encontros que o estadista angolano manterá ao mais alto nível, também haverá a assinatura de alguns acordos.

A visita do estadista angolano vai possibilitar a assinatura de alguns acordos que vão financiar algumas projectos importantes e prioritários para o crescimento económico do país: nos domínios financeiro, agricultura, ensino superior, energia e educação, assinalou.

Segundo Georges Chikoti, prevê-se igualmente a assinatura de um acordo de facilitação de vistos, justificando que este instrumento jurídico afigura-se importante na fase actual, a julgar pelo volume de negócios entre Angola e China.

Aclarou que o aludido acordo vai facilitar a circulação de trabalhadores chineses que labutam em projectos específicos em Angola, bem como daqueles que têm interesses económicos no país.

O ministro das Relações Exteriores confirmou a possibilidade, que poderá ser concretizada já nos próximos meses, da abertura de um Consulado Geral na província do Guanzhu, destino privilegiando pela maioria dos empresários angolanos que vêm realizar negócios na China.

Integram também a delegação presidencial, que já se encontra em Beijing, o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Edeltrudes Costa, e os titulares das pastas dos Transportes, Augusto Tomás, do Comércio, Rosa Pacavira, e da Energia e Águas, João Baptista Borges. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA