CEDEAO condena ataques de Boko Haram no Tchad

Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) (D.R)
Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) (D.R)
Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) (D.R)

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) condenou o recente ataque da seita islamita Boko Haram em N’Djamena, a capital do Tchad, que fez mais de 20 mortos, qualificando-o de “horrível, bárbaro e desprezível”.

Num comunicado transmitido à PANA quarta-feira, a CEDEAO, composta por 15
Estados-membros, indicou que soube “com profunda preocupação” que o ataque fez igualmente numerosos feridos e destruiu edifícios.

A CEDEAO exprimiu a sua solidariedade e a sua simpatia ao Governo e ao povo da República do Tchad, bem como às famílias enlutadas.

Ela reiterou o seu engajamento em trabalhar com os Estados-membros da Comissão da Bacia do Lago Tchad (CBLT) presentes na Task Force Multinacional Inter-armas (MNJTF) e todas as partes “para pôr termo a estes ataques terroristas horríveis que continuam a constituir sérias ameaças à paz, à segurança e à estabilidade da região e do continente”.

A MNJTF, composta por tropas dos Estados-membros da CBLT, deverá desdobrar-se a 30 de julho enquanto força regional para lutar contra a Boko Haram, que iniciou os seus ataques na Nigéria e os alargou aos países vizinhos como os Camarões, o Tchad e o Níger, todos membros da CBLT. (panapress.com)

DEIXE UMA RESPOSTA