Canada: Embaixador reúne-se com angolanos em Toronto

O Embaixador de Angola no Canadá, Edgar Gaspar Martins falando à Comunidade angolana. (Foto: D.R.)
O Embaixador de Angola no Canadá, Edgar Gaspar Martins falando à Comunidade angolana. (Foto: D.R.)
O Embaixador de Angola no Canadá, Edgar Gaspar Martins falando à Comunidade angolana.
(Foto: D.R.)

O embaixador extraordinário e plenipotenciário de Angola no Canadá, Edgar Gaspar Martins, manteve no fim da tarde de Sábado, um encontro de cortesia, auscultação e partilha de ideias no âmbito político, económico e social, com os angolanos residentes nas cidades de Toronto e Hamilton, província de Ontario.

No encontro, Edgar Martins manifestou a necessidade dos angolanos residentes neste pais manterem-se unidos e organizados nas suas associações para que possam tornar-se cada vez mais fortes e respeitados no interior e exterior do Canadá e ao mesmo tempo criar uma maior independência em relação às ajudas financeiras da embaixada.

Este encontro, realizado na sequência do programa de auscultação das comunidades, iniciado no passado fim-de-semana em Montreal, serviu para que o diplomata angolano passasse em revista o actual momento que se vive no país.

O chefe da missão diplomática angolana fez uma incursão pela política externa do país, apontando os factos mais relevantes do percurso de Angola, a nível internacional, que a torna, bem como ao seu presidente, José Eduardo dos Santos, uma referência em África, citando como alguns exemplos, a recente nomeação para o Conselho de Segurança da ONU, a liderança da região dos Grandes Lagos e o papel decisivo na pacificação de conflitos regionais.

Apelou, ao terminar, ao patriotismo e orgulho dos presentes em serem angolanos, trabalhando e estudando na diáspora, para que num futuro próximo possam dar o seu contributo para o desenvolvimento de Angola.

Os membros da comunidade solicitaram ao embaixador maior celeridade na tramitação de documentos, propondo, tal como aconteceu em Montreal, a abertura do sector consular aos fins-de-semana para atendimento dos compatriotas que por razões de estudo, trabalho ou morada distante não se possam dirigir à embaixada nos dias úteis.

Propuseram, também, que a embaixada forneça alguns livros escolares do nosso sistema de ensino e que interceda, junto das autoridades competentes, para uma redução dos encargos alfandegários para materiais e equipamentos de alta tecnologia que sirvam para a abertura de pequenas e médias empresas de cidadãos regressados a Angola.

De entre as várias iniciativas de relevo da comunidade, estão a recolha de fundos para a construção de uma escola em Maquela do Zombo e um centro médico na província do Huambo, o acompanhamento migratório e de assentamento de compatriotas, a disponibilidade de aulas de português, história e geografia de Angola e a realização de actividades de carácter social e desportivo.

No encontro foi apresentada a Miss Turismo Toronto, a angolana Priscila Paulo e foi efusivamente saudado um grupo de jovens angolanos recentemente formados e graduados, em várias especialidades, em Universidades do Canadá. (portalangop.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA