Bill Clinton defende Hillary e diz que ela é o pilar de sua família

Bill Clinton abraça a esposa durante primeiro grande comício de Hillary como pré-candidata à presidência dos EUA (Foto de TIMOTHY A. CLARY/AFP)
Bill Clinton abraça a esposa durante primeiro grande comício de Hillary como pré-candidata à presidência dos EUA (Foto de TIMOTHY A. CLARY/AFP)
Bill Clinton abraça a esposa durante primeiro grande comício de Hillary como pré-candidata à presidência dos EUA (Foto de TIMOTHY A. CLARY/AFP)

O ex-presidente Bill Clinton declarou neste domingo sua admiração por sua esposa e pré-candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, ao defendê-la dos ataques de que é alvo.

“Confiei a ela minha vida várias vezes”, afirmou Bill Clinton em entrevista à CNN.

O ex-presidente contou como Hillary o apoiou durante suas dúvidas, quando tinha vinte anos e vivia meio que perdido, porque seu pai morreu antes que ele nascesse.

“E cada vez que tive problemas, ela foi o pilar de nossa família”, enfatizou.

Depois de fracassar em sua tentativa de ser reeleito governador do Arkansas em 1980, “ela jamais duvidou de mim e só dizia que as coisas melhorariam”, acrescentou.

Bill Clinton defendeu a esposa frente aos resultados das pesquisas, que indicam que a maioria dos americanos acha que Hillary Clinton não é honesta ou confiável.

Na véspera, Hillary Clinton, de 67 anos, descartou em uma única frase, durante seu primeiro grande discurso de campanha, as questões sobre sua idade ao destacar que será a primeira mulher presidente mais jovem do país.

O cenário do lançamento de sua campanha foi a Roosevelt Island, com os arranha-céus de Manhattan como pano de fundo. Milhares de simpatizantes receberam com euforia a ex-secretária de Estado, seu marido Bill e sua filha Chelsea.

O discurso era muito esperado, já que desde Abril a candidata se limitou a participar em mesas redondas e encontros com eleitores. Hoje, a ex-senadora pelo estado de Nova York precisava deixar claro por quais caminhos pretende levar os Estados Unidos.

“Talvez não seja a mais jovem entre os candidatos a esta eleição”, ironizou ela. “Mas serei a mulher presidente mais jovem da história dos Estados Unidos… E a primeira avó!”

Hillary se apresentou ainda com a defensora da classe média e prometeu uma série de reformas económicas, sociais e políticas.

“Sou candidata para que a economia esteja a serviço de vocês e de todos os americanos”, enfatizou.

Segundo uma pesquisa da Universidade Quinnipiac, publicada no final de Maio, Clinton teria 57% dos votos de eleitores democratas, muito à frente do senador de Vermont Bernie Sanders (15%) e mais ainda do vice-presidente Joe Biden (9%), que até o momento não lançou sua candidatura.

De acordo com a consulta, só os republicanos Rand Paul e Marco Rubio representariam uma ameaça para Clinton.

Mas seu problema de imagem persiste: os americanos que acham que “não é honesta ou confiável” passaram de 49 a 57% entre Março e Junho, segundo pesquisa da CNN, depois das revelações de que usou um e-mail particular quando foi secretária de Estado de 2009 a 2013, e a publicação de vários artigos sobre possíveis conflitos de interesse em relação aos doadores da fundação de caridade Bill Clinton.

Sua imagem é melhor entre os mais jovens, que não conhecem direito os antecedentes dos Clinton nos anos 1990. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA