Bié: Sensibilizadas mais 700 mil pessoas sobre perigo de minas

Desminados novos terrenos (Foto: Angop)

Cuito – Pelo menos setecentas e noventa mil e 469 pessoas, na província do Bié, foram sensibilizados sobre o perigo que as minas representam no seio das comunidades, no período compreendido entre 2002 a 2014.

Desminados novos terrenos (Foto: Angop)
Desminados novos terrenos (Foto: Angop)

A informação foi prestada hoje (terça-feira) à Angop pelo oficial de campo da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistência Humanitária (CNIDAH) no Bié, Norberto Quintas.

O responsável afirmou que as populações foram sensibilizadas através da realização de palestras nas comunidades, que visou reduzir os casos de accionamentos de minas e outros engenhos explosivos não detonados.

Durante as palestras de sensibilização, afirmou o oficial da CNIDAH, os populares recebem informações sobre diversos engenhos explosivos, o quê fazer quando se deparar com um objecto estranho, entre outros conhecimentos.

“Com a sensibilização destes cidadãos verifica-se a diminuição dos accionamentos de minas e outros engenhos explosivos ao nível da região”, salientou.

Participaram no processo de sensibilização instituições como o Grupo de Apoio a Criança (GAC), AVIMI, HANDICAP, CARE, AFRICARE, AJOVIMI, Cruz Vermelha de Angola e Direcção Provincial da Educação (Em colaboração com o UNICEF).

Fazem ainda parte, o Instituto Nacional de Desminagem (INAD), os efectivos da Polícia Nacional (Departamento de Armas e Explosivos), assim como a Organização Não-governamental Britânica “The HALO Trust”.

Entretanto, as minas e outros engenhos não detonados continuam a provocar mortes e o ferimento varias pessoas, assim como danos material no seio das comunidades, dai que as acções contra as minas devem continuarem para evitar novos accionamentos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA