Benguela ganha quadras de ténis na rota dos Jogos da SADC

(Foto: Angop)

Benguela – Quatro quadras de ténis deverão ser construídas na cidade de Benguela, em face dos padrões estabelecidos em termos de modalidades da sétima edição dos Jogos da Comunidade dos Países de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que Angola albergará, pela primeira vez, em 2016.

(Foto: Angop)
(Foto: Angop)

A informação foi avançada quarta-feira pelo director provincial da Juventude e Desportos de Benguela, João Ricardo, durante uma visita da comissão multissectorial do Governo Provincial de Benguela às infra-estruturas de apoio aos referidos jogos, designadamente estádios, pavilhões, locais de treinamento e de alojamento das selecções, além de espaços destinados a implantação de novos equipamentos desportivos.

Segundo o director João Ricardo, ainda se estuda a possibilidade de erguer estes equipamentos mesmo junto ao Estádio Nacional de Ombaka ou ao Pavilhão do Matrindindi, este último próximo do centro da cidade de Benguela.

Neste contexto, o responsável disse que o ideal seria instalar as quadras nas cercanias do Pavilhão do Matrindindi, por se tratar de um local estratégico, já que está perto de estabelecimentos escolares e da Mediateca de Benguela, onde são desenvolvidas diversas actividades para a comunidade, principalmente, jovem.

“Caso instalemos as quadras nos arredores do Ombaka haveria pouco aproveitamento e impacto depois dos Jogos da SADC junto dos munícipes”, sublinhou João Ricardo, apontando ser importante que a população utilize este espaço, como forma de proporcionar o contacto com o ténis, além de incentivar a prática de actividades físicas.

Ouvido pela Angop, o chefe de Departamento Provincial de Desporto, em Benguela, José Cardoso, referiu pretender-se que os projectos sejam acessíveis à comunidade, fazendo com que todos tenham a possibilidade de se dedicar a uma actividade para descoberta de futuros atletas ou para promoção da saúde colectiva.

Por isso, o dirigente desportivo defende que as quadras de ténis para os Jogos da SADC sejam construídas num espaço de maior afluxo populacional, como nas proximidades do Pavilhão do Matrindindi, facilitando assim a mobilidade de seus utentes.

 Além das quadras de ténis, o plano do Governo para os Jogos da SADC de 2016 prevê a construção de piscina olímpica e pista de atletismo, que serão o maior legado que este evento regional deixará para Benguela, que terá mais opções para a prática de novas modalidades.

Os Jogos da SADC serão disputados em futebol, basquetebol, atletismo, ténis, boxe, natação, netball e desporto adaptado, nas cidades de Benguela e do Lobito, devendo movimentar mais de duas mil pessoas, entre atletas, técnicos e dirigentes.

Além de Angola, espera-se a participação dos restantes membros da SADC, designadamente África do Sul, Moçambique, Botswana, Malawi, Ilhas Seychelles, Ilhas Maurícias, Madagáscar, Zimbabwe, Lesotho, RD Congo, Tanzânia, Namíbia, Zâmbia e Swazilândia. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA