Argélia quer elevar relações económicas

Vice-Presidente da República, Manuel Vicente (D.R)

O embaixador da Argélia, Larbi Latroch, manifestou ontem, em Luanda, o interesse daquele país do norte de África em alargar e fortalecer a cooperação  com Angola em vários domínios.

Vice-Presidente da República, Manuel Vicente (D.R)
Vice-Presidente da República, Manuel Vicente (D.R)

Larbi Latroch, recebido em audiência pelo Vice-Presidente da República, Manuel Vicente, disse que “a cooperação entre Angola e a Argélia é muito boa”, mas considerou necessário fazer mais esforços para o seu fortalecimento. O diplomata argelino assegurou, no final da audiência, que os dois países vão trabalhar em conjunto como irmãos para avançar na cooperação.

O embaixador disse ter abordado com o Vice-Presidente da República aspectos sobre as relações históricas entre os dois países, datadas da época da luta de libertação nacional em Angola.

Membros do Executivo deslocaram-se a Argel, recentemente, no quadro da Quarta Comissão Mista de Cooperação Angola-Argélia para assinar acordos nos sectores do Ensino Superior, Pesquisas Científicas, Comunicação Social, Veterinária, Comércio, Cultura e Juventude e Desportos. Angola e Argélia têm acordos de cooperação em várias áreas  e os dois países desenvolvem esforços para o seu alargamento.

Um dos sectores privilegiados nessa cooperação é o da energia, que prevê a electrificação rural, incluindo a  formação de quadros. O acordo na área de energia está inserido no programa de electrificação do país, que se estende até 2017 e que vai permitir ultrapassar o défice na distribuição de energia eléctrica. Os dois países também cooperam na área da educação.  Todos os anos, a Argélia oferece mais de 70 bolsas a estudantes angolanos nas áreas de Medicina, Petróleos e Matemática.

Em 2011, Angola e a Argélia assinaram, em Argel, vários acordos tendentes a reforçar a cooperação entre os dois países. Os acordos contemplam as áreas do ensino superior e investigação cientifica, comunicação social, saúde veterinária, comércio, cultura e  juventude e desportos.

Os dois países decidiram também encetar acções concretas de cooperação nas áreas de segurança e ordem pública, telecomunicações e tecnologias de informação, hotelaria e turismo, promoção da mulher e Ambiente. Os laços entre Angola e a Argélia remontam ao período da luta de libertação do povo angolano pela sua independência do jugo colonial português.

Os dois países figuram entre os maiores produtores africanos de petróleo, sendo ambos membros de pleno direito da Organização dos Países Exportadores de Petróleo  e da Associação dos Países Produtores de Petróleo de África. (jornaldeangola.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA