Agência dos EUA espiou dois ministros das Finanças da França, diz WikiLeaks

(DR)
(DR)
(DR)

A Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos grampeou as comunicações de dois ministros das Finanças da França e colectou informações sobre contratos franceses de exportações, comércio e negociações orçamentárias, de acordo com o WikiLeaks.

O website, conhecido por vazamentos de documentos sigilosos, disse que os ministros foram François Baroin e Pierre Moscovici, que chefiaram o Ministério das Finanças da França de 2011 a 2014.

As alegações, publicadas conjuntamente com o jornal Libéracion e com o site Mediapart, acontecem uma semana após o WikiLeaks ter relatado que a NSA havia espionado três presidentes franceses desde pelo menos 2006 até Maio de 2012, levando o governo a condenar Washington, alegando que tal comportamento entre aliados é inaceitável.

O WikiLeaks disse que, em um documento datado de 2002 e renovado em 2012, a NSA pediu para que serviços de inteligência da Austrália, do Reino Unido, do Canadá e da Nova Zelândia colectassem informação sobre contratos franceses de exportação no valor de mais de 200 milhões de dólares, em sectores como telecomunicações, electricidade, energia nuclear, transporte e saúde.

Nenhuma companhia específica foi nomeada nos documentos da WikiLeaks.  (reuters.com)

por Leila Abboud e Gregory Blanchier

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA