África do Sul: Reforma paz e segurança dominam segundo dia da Cimeira da UA

Os líderes africanos (D.R)

Joanesburgo – As reformas institucionais, paz e segurança, dominam hoje, segunda-feira, em Joanesburgo, África do Sul, o último dia dos trabalhos da 25ª Sessão Ordinária dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA), onde Angola participa, na pessoa do seu ministro da Defesa, João Lourenço, em representação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Os líderes africanos (D.R)
Os líderes africanos (D.R)

A sessão plenária, que decorre a porta-fechada no centro de convenções Sandton, na capital sul-africana, é orientada pelo presidente em exercício da União Africana, Robert Mugabe, coadjuvado pela presidente da Comissão deste organismo africano, Nkosazana Dlamini.

As reformas e restruturação no seio da União Africana, segundo informou à Angop, em Joanesburgo, fonte da administração recursos humanos do órgão visam conferir à organização – que congrega 53 membros – maior dignidade e eficiência no tratamento das situações do continente africano, com vista ao desenvolvimento económico, social e político.

Domingo, após a cerimónia de abertura, os líderes da UA centralizaram as suas discussões em aspectos relacionados com o combate ao terrorismo, a luta dos países africanos pela dignidade da mulher africana, pelo combate a endemias como o HIV-SIDA e o Ebola.

Em análise estiveram também questões atinentes ao grau de decisão das cimeiras anteriores, a integração, livre circulação, a criação  da zona de comércio  livre no continente africano e o financiamento  da organização.

Aquando da sessão de abertura do mango evento, Nkosazana Dlamini, presidente da Comissão da UA, havia afirmado que com determinação e solidariedade africana, o continente pode encontrar soluções para com os seus desafios.

Neste capítulo, a diplomata sul-africana  defendeu a necessidade do reforço e melhorias na área da saúde, a formação de mais profissionais neste sector e a criação de mais infraestruturas a todos os níveis nesta fase de recuperação de várias situações que afligem o contingente africano.

A África tem aproximadamente 30,27 milhões de quilómetros quadrados de terra. Ao norte é banhado pelo Mar Mediterrâneo, ao leste pelas águas do oceano Índico e a oeste pelo oceano Atlântico.

O sul do continente africano é banhado pelo encontro das águas destes dois oceanos. É o segundo continente mais populoso do Mundo (depois da Ásia), com aproximadamente 800 milhões de habitantes. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA