África do Sul: Presidente interina da RCA explica situação no seu país ao ministro angolano da Defesa

JOÃO LOURENÇO (CENTRO), RECEBIDO PELA PRESIDENTE INTERINA DA RCA, CATHERINE SAMBA PANZA (À DIR.), EM JOANESBURGO (Foto: Angop)

Joanesburgo – A Presidente interina da República Centro-Africana (RCA), Catherine Samba Panza, concedeu hoje, em Joanesburgo, África do Sul, uma audiência ao ministro angolano da Defesa, João Gonçalves Lourenço, a quem explicou o ponto da situação do processo de paz e segurança, assim como o momento político e humanitário reinante no seu país.

JOÃO LOURENÇO (CENTRO), RECEBIDO PELA PRESIDENTE INTERINA DA RCA, CATHERINE SAMBA PANZA (À DIR.), EM JOANESBURGO (Foto: Angop)
JOÃO LOURENÇO (CENTRO), RECEBIDO PELA PRESIDENTE INTERINA DA RCA, CATHERINE SAMBA PANZA (À DIR.), EM JOANESBURGO (Foto: Angop)

A audiência ocorreu antes da 25ª Sessão Ordinária de Chefes de Estado e de Governo da União  Africana, que vai decorrer nos dias 15 e 16 deste mês, em Joanesburgo, onde o titular da pasta da Defesa Nacional vai participar, em representação do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos.

Abordada pela imprensa, à saída do encontro com a Presidente Catherine Samba Panza, João Lourenço referiu que ouviu da sua interlocutora questões fundamentais ligadas às conclusões do Fórum de Bangui realizado recentemente na RCA.

O Fórum de Bangui segundo, o ministro angolano, tomou decisões importantes, nomeadamente a do acantonamento das forças rebeldes na República Centro-Africana, o que vai permitir a realização das eleições num ambiente de segurança.

“Este é um processo que tem conhecido sérias de dificuldades e são essa dificuldades que a Presidente Catherine Samba Panza procurou transmitir ao seu homólogo angolano, José Eduardo dos Santos, através da minha pessoa”, esclareceu João Lourenço, em Joanesburgo desde sexta-feira.

O governante angolano informou ainda que Catherine Samba Panza explicou que o Fórum de Bangui decidiu ainda estender o período de transição (mandato da presidente da RCA) até final de Dezembro deste ano e é sua intenção fazer tudo ao seu alcance para que tal seja cumprido.

Angola, na pessoa do Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, detém a presidência em exercício da Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL e tem prestado ajuda a RCA, promovendo encontros com a presidente Catherine Samba Panza, com o objectivo de as partes em conflito darem por fim as divergências quer políticas quer religiosas de forma pacífica através do diálogo.

A 18 de Maio a Presidente Catherine Samba Panza, à margem da Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da CIRGL, realizada em Luanda, manteve um encontro com o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, a quem agradeceu o apoio por este prestado no processo de pacificação do seu país.

Fazem parte da CIRGL Angola, Burundi, República Centro-Africana, República do Congo, República Democrática do Congo, Quénia, Uganda, Ruanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia e Zâmbia. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA