Vendas da Multiauto voltam a ficar abaixo do previsto

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Volume de negócios afectado pelo mau clima económico. Meta era vender 90 tractores neste ano, mas só 10 foram comercializados até agora.

A Multiauto prevê uma quebra no volume de vendas este ano, face a 2014, devido à crise económica que se verifica no País, avançou o responsável comercial do Departamento Agrícola da empresa, Humberto Pimenta.

Ao Expansão, o responsável afirma que a perspectiva para este ano era vender 90 tractores e máquinas agrícolas, meta que não será concretizada, devido à crise. Até ao momento, revela, foram comercializados apenas 10 tractores. No ano passado, explica, a empresa importadora e distribuidora de máquinas agrícolas Case, entre outras, vendeu mais de 60 tractores e cerca de 200 alfaias agrícolas.

“Ainda assim, não representou o valor esperado, e neste ano as vendas baixarão mais”, afirma. Questionado sobre o volume de facturação obtido no ano passado, Humberto Pimenta não avança valores. “A empresa tem actualmente em stock 114 tractores e mais de 300 alfaias agrícolas e, de acordo com o gestor, está em condições de satisfazer as necessidades dos clientes em todo o mercado”.

Marcas como Case, Nardi, Kuhn, assim como alfaias agrícolas (cultivadores, charruas, grades, semeadores, vibrocultores, espalhadores de adubos e outros produtos químicos) são comercializados pela empresa e provêem de países como EUA, Itália, França e Portugal. Os preços das máquinas oscilam entre entre os 500 mil USD (54,6 mil milhões Kz), no caso das máquinas colhedoras, e 25 mil USD a 150 mil USD, no caso de tractores, por exemplo.

Os preços das alfaias agrícolas podem rondar os 1.000 USD a 40 mil USD. Entre os produtos comercializados pela Multiauto, segundo o gestor, o tractor JXT 75cv representa cerca de 50% do volume de vendas. A Multiauto tem a sua carteira de clientes constituída por instituições públicas e privadas ligadas ao desenvolvimento do meio rural, nomeadamente Ministério da Agricultura, Grupo WM e Biocom.

Desde 2006 em Angola, a Multiauto encontra-se sediada na província do Bengo (Catete), contando com 35 trabalhadores, dos quais cinco expatriados. Actualmente a companhia conta com representações nas províncias da Huíla e Cuando Cubango (Menongue), e espera chegar até ao final do ano em curso à província do Huambo. (expansao.ao)

Por: Eunice Sebastião

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA