Van Praat e Figo desistem de eleição na Fifa para apoiar príncipe Ali contra Blatter

Prince Ali Bin Al Hussein (independent.co.uk)
Prince Ali Bin Al Hussein (independent.co.uk)
Prince Ali Bin Al Hussein (independent.co.uk)

A oito dias da eleição do novo presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), as cartas do jogo foram redistribuídas nesta quinta-feira (21). Dois dos quatro candidatos se retiraram, deixando o caminho aberto para o príncipe da Jordânia e o actual e controverso dirigente, Joseph Blatter, se enfrentarem na corrida final.

Há alguns dias corriam rumores de uma articulação entre três candidatos a presidir a FIFA – o ex-jogador português Luís Figo, o presidente da Federação Holandesa de Futebol, Michael van Praag, e o príncipe da Jordânia, Ali bin al-Hussein. Eles reflectiam sobre como formar uma frente contra o presidente em exercício e candidato à reeleição, o suíço Joseph Blatter que, aos 79 anos, é considerado o grande favorito. Blatter conta com o apoio das principais federações e confederações desportivas do mundo.

Finalmente, as peças do xadrez foram movidas nesta quinta-feira. Van Praag e Figo se retiraram para fortalecer o príncipe Ali, que é o vice-presidente da Federação na Ásia.

Todos contra Blatter

Michael van Praag foi o primeiro a soltar um comunicado: ” Após deliberação e reflexão profundas com as partes envolvidas e interessadas, Michael van Praag decidiu retirar sua candidatura para se tornar o próximo presidente da FIFA e juntar forças com o candidato príncipe Ali bin al-Hussein”, diz o texto.

Poucas horas depois foi a vez do ex-balão de Ouro, Luís Figo, anunciar sua retirada, deixando o príncipe Ali enfrentar Blatter sozinho. “Minha decisão está tomada, eu não participarei à eleição para a presidência da FIFA”, anunciou Figo na sua página Facebook, agradecendo a todos os que apoiaram sua candidatura.

Nesse contexto, o todo-poderoso Joseph Blatter, presidente em exercício desde 1998 e aspirante a um quinto mandato, vai ter apenas um rival, o príncipe Ali.

A eleição do novo presidente será na sede da FIFA em Zurique, na Suíça, no dia 29 de Maio. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA