UNAC-SA: Cooperação mais reforçada

Arnaldo Calado em companhia da ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva. (Foto: D.R.)
Arnaldo Calado em companhia da ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva. (Foto: D.R.)
Arnaldo Calado em companhia da ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva.
(Foto: D.R.)

A União Nacional dos Artista e Compositores (UNAC-SA) e a Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) assinaram, em Luanda, contratos de representação recíproca para as áreas de Grandes Direitos, Direitos Mecânicos, Direitos de Execução Pública e Direitos Conexos.

A assinatura, resultado da relação de cooperação e amizade entre a UNAC-SA e a SPA, iniciada com o apoio da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), agência das Nações Unidas, destina-se “a assegurar a salvaguarda recíproca dos interesses dos artistas angolanos e portugueses nos respectivos países, em matéria dos direitos de autor e conexos”.
A UNAC-SA, instituída como sociedade de gestão de direitos de autor e conexos em Fevereiro, tem um ambicioso plano de cobrança e distribuição de direitos em Angola de que passam a beneficiar os artistas angolanos associados na SPA, bastando para o efeito o registo gratuito das suas obras na UNAC-SA.
A UNAC-SA foi convidada pela Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores (CISAC) a organizar de 6 a 9 de Julho, em Luanda, o encontro anual do Comité Africano daquele organismo internacional no qual participam representantes de mais de 30 países africanos e de uma dezena de especialistas de todo o Mundo.
A UNAC é uma associação sociocultural e profissional proclamada há 29 anos, da qual fazem parte compositores, músicos, coreógrafos e bailarinos, está representada em Cabinda, Zaire, Malanje, Lunda Norte, Lunda Sul, Moxico, Cuanza Sul, Benguela, Huambo, Huíla e Cunene. (jornaldeangola.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA