Subida dos combustíveis em Angola gera debate sobre implicações sociais (áudio)

(REUTERS)
(REUTERS)
(REUTERS)

Muitos angolanos consideram que o novo ajustamento registado no preço dos derivados de combustíveis vai penalizar, ainda mais, as famílias de baixa renda e estimular a instabilidade social generalizada. As autoridades apresentam uma versão diferente e mais optimista.

Os combustíveis subiram este mês em Angola pela terceira vez desde Setembro. O governo, através de um decreto publicado a 30 de Abril, autorizou o aumento de 25 por cento do gasóleo, 29 por cento do petróleo iluminante e 22 por cento do gás doméstico. Entretanto, a gasolina passa agora a funcionar em regime de preço livre, podendo aumentar até o máximo de 27 por cento.

Para falar-nos sobre o assunto, ouvimos o economista Lopes Paulo, João Quipipa do ministério das finanças e Pedro Silva do Banco Nacional de Angola. (voa.com)

por Arão Ndipa

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA