Queimadas anárquicas preocupam autoridades de Luquembo

(dw.de)

Luquembo – As constantes queimadas anárquicas que se têm registado nos últimos dias no município do Luquembo, província de Malanje, está a preocupar as autoridades administrativas e tradicionais da localidade.

(dw.de)
(dw.de)

Em declarações à Angop, o administrador local, Alcino Cabeto Siabala, explicou que fruto das queimadas que se registam frequentemente na época seca na região, muitas chanas, florestas e outros recursos têm sido afectadas, daí a necessidade de combate a esse fenómeno.

O responsável precisou que esta prática tem prejudicado as culturas alimentares em certos campos agrícolas, com destaque as áreas de cultivo de arroz.

Por sua vez, o administrador comunal de Capunda, Paulo Victor Salvador, fez saber que na sua região os praticantes destas acções são os supostos caçadores, pelo que apelou-os no sentido de evitarem a devastação das matas.

Manifestou a necessidade dos munícipes preservarem o meio ambiente, o que passa pela sensibilização das comunidades a evitarem as queimadas.

Por outro lado, os regedores das aldeias Sacafuty e Samutima, Domingos Sacafuty e Bernardo Muquixi, são igualmente de opinião que as queimadas devem ser controladas, por forma a evitar danos a natureza e ao próprio homem.

Referiram que o controlo das queimadas ajuda a realização de uma caça responsável, que previne o abate de espécies protegidas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA