Presidente do Grupo Parlamentar do MPLA recebe homólogos da SADC

Presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira (Foto: Pedro Parente)
Presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira (Foto: Pedro Parente)
Presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira (Foto: Pedro Parente)

O presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira, recebeu no princípio da noite desta terça-feira, em Luanda, os seus homólogos dos partidos maioritários da SADC, que chegaram hoje à capital angolana, para participar no segundo Fórum dos líderes partidários com maioria parlamentar na região Austral de África.

Falando à imprensa à margem do encontro, realizado numa das unidades hoteleiras de Luanda, a deputada Carolina Cerqueira realçou os temas agendados para quarta-feira, dia da abertura do Fórum, que serão apresentados por académicos nacionais, que servirão de debate e reflexão.

As “Políticas de Integração Económica na SADC”, “Prevenção e Resolução de Conflitos”, “Democracia e Desenvolvimento na Região” e “Natureza Jurídica da Integração e Órgão da SADC” são os principais assuntos inscritos no programa do Fórum, que será aberto pelo presidente da Assembleia Nacional de Angola, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

“A discussão dos temas vai permitir aos parlamentares tomarem contacto com a realidade africana, sobretudo com os grandes problemas que afectam neste momento a integração regional, a mobilidade e livre circulação de pessoas e bens”, disse a deputada.

Carolina Cerqueira salientou que a SADC é das regiões mais dinâmicas e com maior projecção a nível do continente africano, e será neste contexto que os presidentes dos Grupos Parlamentares dos partidos maioritários vão dar as suas contribuições na
perspectiva de cimentar o diálogo e a diplomacia parlamentar.

Frisou que o encontro possibilitará a aproximação e contactos permanentes na busca de soluções que possam permitir uma maior interacção junto dos governos, bem como o reforço e concertação de ideias à favor da democracia e da resolução dos problemas que afligem as populações.

Neste sentido, sublinhou a importâncias das visitas que os participantes ao Fórum irão efectuar em algumas unidades de produção para se inteirarem da realidade socioeconómica e histórica de Angola, bem como dos esforços em curso para a reconstrução do país e edificação de uma Angola nova.

O primeiro Fórum teve lugar de 27 a 28 de Fevereiro último, em Windhoek, Namíbia, sob o lema “o reforço da democracia parlamentar e a boa governação na região da SADC”, por iniciativa do MPLA (Angola), Swapo (Namíbia) e do Chama Chama Pinduzi (Tanzânia). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA