Policiamento comunitário vai contribuir para resolução de problemas no Kilamba Kiaxi

Polícia Nacional (Foto: Pedro do Parente)
Polícia Nacional (Foto: Pedro do Parente)
Polícia Nacional (Foto: Pedro do Parente)

A estratégia de policiamento comunitário a ser implementado de forma piloto no Distrito Urbano do Kilamba Kiaxi vai contribuir para a resolução de muitos problemas da circunscrição, principalmente o de delinquência juvenil, considerou o administrador local, Domingos João Lourenço.

“Estas recomendações do comandante da divisão da polícia do Kilamba kiaxi para estarmos atentos com o policiamento e formar o policiamento comunitário vai ajudar a resolver muitos problemas, diminuir a delinquência e os poucos focos que ficarem estarão controlados”, afirmou terça-feira o responsável durante uma reunião com as empresas de segurança privada.

Disse que com os encontros que a administração realiza e a receptividade que recebe dos intervenientes torna-se mais fácil gerir o Kilamba Kiaxi e a manter o distrito bem controlado.

Durante a reunião, o administrador forneceu o contacto dos administradores de bairro para facilitar a interacção com as empresas de segurança e o trabalho que realizam, porque a administração montou um sistema de comunicação que também vai ser útil aos efectivos de segurança privada.

Esclareceu que se os agente de segurança privada estiverem perante uma situação e não conseguem comunicar ao comandante podem ligar para o administrador de bairro ou ao presidente da comissão de moradores e eles vão transmitir a informação via rádio.

Pediu que informem também casos de saúde, quando um cidadão sente-se mal na rua, porque as instituições de saúde também têm rádio de comunicação.

“Estamos todos casados com a comunicação e facilita-nos resolver alguns problemas”, sublinhou.

Chamou atenção para a preservação da personalidade dos agentes de segurança, porque muitos já fazem estivação de mercadores, e isto, segundo o administrador, acontece porque não há diálogo entre a direcção das empresas e os efectivos.

Disse que muitos agentes de segurança estão a contribuir para retirar a boa imagem do Distrito, porque constroem casebres de papelão ao longo das vias principais para guardar alguns bens.

Informou que a administração está a partir estes casebres e pediu aos responsáveis para fazer guaritas condignas para os efectivos.

Pediu a colaboração dos efectivos de segurança privada no combate à venda desordenada, não permitindo a venda de bens no perímetro do estabelecimento que protegem.

Avisou que a administração está a aplicar multas às instituições e estabelecimentos que permitem a venda desordenada no seu perímetro.

Também defendeu a interacção e colaboração ente as empresas de segurança e com administração para o desenvolvimento do distrito e eficiência no trabalho.

Para o administrador, se todos os mecanismos de segurança forem activados, as empresas privadas também vão ficar facilitadas na missão que têm. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA