Passos diz que PS não vai respeitar as regras da União Europeia

(Diário Digital )
(Diário Digital )
(Diário Digital )

O primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, colocou em causa, na quarta-feira à noite, a credibilidade do plano macroeconómico do PS e sustentou que os socialistas não vão respeitar as regras da União Europeia.

Num discurso de mais de uma hora, na cerimónia de encerramento das comemorações dos 40 anos do PSD, na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, Pedro Passos Coelho falou em tom irónico sobre o programa do PS, apontando, por exemplo, a descida da Taxa Social Única: «Ficámos a saber que é neutra, não custa nada, não sei porque é que a gente não fez».

«[Os socialistas] conseguem com isto dizer, de forma muito simples, aquilo de que nós já suspeitávamos: é que simplesmente dizem o que não vão fazer. Não vão respeitar nem as regras, nem os compromissos, nem os objetivos que estão em vigor em nome de Portugal na União Europeia, porque não é possível fazê-lo», defendeu o presidente do PSD. (Diário Digital / Lusa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA