OMS estima que um em cada dez cigarros consumidos no mundo é ilegal

(Foto: lainfo.es/Arquivo)
 (Foto: lainfo.es/Arquivo)
(Foto: lainfo.es/Arquivo)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que um em cada dez cigarros consumidos em todo o mundo é ilegal, e vendido por circuitos de contrabando, revelou hoje, domingo, em Luanda, o representante desta organização em Angola, Hernando Agudelo.

Hernando Agudelo que falava em alusão ao Dia Mundial Sem Tabaco, assinalado a 31 de Maio, frisou que com esta atitude, a indústria tabaqueira prejudica a saúde e as economias dos países, fomentando assim a corrupção e a actividade de redes criminosas.

“A OMS apela a todos os países para que adoptem medidas para travar o comércio ilícito de produtos do tabaco, tendo em vista a protecção da saúde das populações. Essas medidas constam num documento jurídico internacional que é o Protocolo para a Eliminação do Comércio Ilícito de Produtos do Tabaco”, disse.

Prosseguindo, destacou que este ano, o tema das comemorações da OMS, em alusão ao Dia Mundial Sem Tabaco, é “Por fim ao comércio ilícito de produtos do tabaco”.

De acordo com Hernando Agudelo, a OMS chama à atenção para a gravidade do comércio ilícito do tabaco, feito por grupos criminosos mas com o apoio da indústria tabaqueira tendo como objectivo aumentar o consumo destes produtos nocivos á saúde e fugir ao controlo dos governos.

Segundo o representante, ao longo dos anos tem aumentado as campanhas em todos os países contra o consumo do tabaco como também tem crescido o movimento internacional contra a publicidade e a favor da implementação de impostos pelos países, tendo como objectivo a redução do consumo do tabaco.

“Em nome da Organização Mundial da Saúde, gostaria de estender este apelo a todos os países da Região Africana para a adesão e implementação dos Protocolo para Eliminação do Comercio Ilícito de Produtos do Tabaco”, chamou a atenção o responsável. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA