Obama denuncia atitude ‘cada vez mais agressiva’ de Moscovo na Ucrânia

(Foto de NICHOLAS KAMM/AFP)
(Foto de NICHOLAS KAMM/AFP)
(Foto de NICHOLAS KAMM/AFP)

O presidente norte americano, Barack Obama, denunciou nesta terça-feira, durante encontro no Salão Oval com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, a atitude “cada vez mais agressiva” da Rússia no leste separatista da Ucrânia.

Kiev e as potências ocidentais acusam a Rússia de armar rebeldes pró-russos do leste e de ter enviado para lá tropas regulares. Moscovo, por sua vez, continua negar envolvimento no conflito, que deixou mais de 6.200 mortos desde Abril de 2014. Só admite que há “voluntários” russos que partiram para combater por iniciativa própria.

“Tivemos oportunidade de evocar a situação na Ucrânia e a atitude cada vez mais agressiva adoptada pela Rússia”, disse Obama.

Os dois pediram às partes no conflito que respeitem os acordos Minsk-2 para por fim aos confrontos entre Kiev e os separatistas pró-russos.

Alcançados arduamente em Fevereiro, estes acordos prevêem um cessar-fogo e a retirada das armas pesadas para criar uma zona tampão entre os beligerantes, mas os combates esporádicos continuam estourando regularmente no leste do país.

Kiev e os governos ocidentais acusam a Rússia de armar os rebeldes pró-russos do leste e deslocar tropas regulares. Moscovo nega seu envolvimento no conflito, afirmando que apenas “voluntários” russos participam nele por iniciativa própria. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA