NSA acha possível recuperar confiança em seu programa de recolha de dados

(Foto de PAUL J. RICHARDS/AFP/Arquivos)
(Foto de PAUL J. RICHARDS/AFP/Arquivos)
(Foto de PAUL J. RICHARDS/AFP/Arquivos)

O director da Agência de Segurança Nacional (NSA) considerou possível, nesta segunda-feira, recuperar a confiança do público americano com relação ao polémico programa de recolha de dados telefónicos, que expirará caso o Congresso não vote um novo marco legal.

“Penso que podemos fazer” esta recolha maciça de dados telefónicos “de forma que desperte mais confiança no país”, declarou o almirante Michael Rogers.

A NSA recolheu milhões de “metadados” de ligações telefónicas feitas nos Estados Unidos, como sua duração, localização, o número discado, o horário, mas não seu conteúdo.

Este programa, descoberto pelo público depois das revelações de Edward Snowden, foi considerado ilegal por uma corte federal de apelações na semana passada.

No entanto, o tribunal se negou a emitir uma ordem judicial para deter o programa, argumentando que não faria sentido porque a lei expira em 1 de Junho próximo.

Para Rogers, a justiça deu, na semana passada, um parecer em consonância com as orientações de Obama. Trata-se de tentar “gerar informação para defender o país”, sempre “respeitando a vida privada” dos americanos e despertando a confiança sobre a forma como os dados são recolhidos e guardados, disse.

Para a NSA, o mais importante é poder realizar a busca nos metadados quando for necessário, afirmou.

Se investigar um número “leva semanas ou meses, não teremos o resultado que buscamos”, afirmou. (afp.com)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA