Nigéria: A “terra queimada” do Boko Haram (vídeo)

(DR)
(DR)
(DR)

A situação no norte da Nigéria está longe de ter regressado à normalidade, depois da ofensiva militar de fevereiro contra o grupo armado Boko Haram.

Se milhares de refugiados começam lentamente a regressar às suas casas no estado de Adamawa, após a derrota dos islamitas, a destruição, a falta de serviços públicos e a ausência de qualquer tipo de ajuda humanitária, mostram que a crise está longe de ter terminado para as populações locais.

Uma residente afirma, “A normalidade ainda não regressou e a situação permanece difícil. Tínhamos paz e estradas e agora não temos estradas. As pontes foram destruídas e ficámos sem estrada e isto vai perturbar o fornecimento dos mercados e também o movimento dos clientes. Estamos todos a sofrer”.

As autoridades nigerianas foram obrigadas a criar novos campos de refugiados nos estados de Adamawa e Borno, até há semanas sob controlo do grupo armado, quando seis mil pessoas refugiadas no Niger começaram a regressar nos últimos dias.

Dezenas de milhar permanecem impedidos de regressar às povocações depois do grupo islamita, atualmente cercado no bastião da floresta de Sambisa, ter destruído a maioria das estradas durante a retirada. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA