Malásia revela horror de campos de detenção de clandestinos (Vídeo)

(D.R)
(D.R)
(D.R)

As autoridades da Malásia estão a investigar a possível cumplicidade da guarda florestal do país com o tráfico de imigrantes clandestinos.

O anúncio foi feito após a descoberta de 139 valas comuns e quase três dezenas de campos de detenção de imigrantes junto à fronteira com a Tailândia.

Os primeiros corpos começaram a ser exumados das instalações, escondidas em plena floresta e que acolhiam até 300 pessoas, quando os jornalistas foram autorizados a visitar alguns dos campos esta terça-feira.

Segundo as autoridades, alguns dos migrantes retidos e torturados em jaulas de madeira pertenceriam à minoria muçulmana rohingya do Myanmar.

A descoberta ocorre semanas depois da Tailândia ter lançado uma operação contra o tráfico de clandestinos, após a descoberta de instalações similares junto à fronteira.

Banguecoque mobilizou vários meios aéreos e um navio porta-helicópteros para socorrer mais de 2.000 clandestinos abandonados há vários dias pelos traficantes no mar de Adaman.

As autoridades tailandesas rejeitam, no entanto, acolher os migrantes, que deverão ser transferidos para campos de refugiados na Malásia e Indonésia. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA