Lucros do Banco de Negócios Internacional caem 53% em 2014

BNI (Foto: D.R.)
BNI (Foto: D.R.)
BNI
(Foto: D.R.)

O reforço das provisões que o banco foi “obrigado” a fazer pela actual conjuntura económica do País deverá ser, entre outros, o ‘culpado’ do ‘trambolhão’ registado no resultado líquido da instituição, no ano passado.

O Banco de Negócios Internacional (BNI) fechou o ano de 2014 com um resultado líquido de 1,2 mil milhões Kz (13,1 milhões USD), uma queda acima dos 53% face a 2013, altura em que os lucros se cifraram nos 2,7 mil milhões Kz (28,6 milhões USD na altura), de acordo com cálculos do Expansão feitos com base em dados constantes de um comunicado de imprensa.

No documento, onde foram avançados dados sobre alguns indicadores das demonstrações financeiras apresentadas aos accionistas e aprovadas na assembleia-geral realizada no passado dia 16 de Abril, o BNI refere que, no exercício, optou por reforçar as provisões, sem, no entanto, especificar o valor canalizado para o efeito. “Durante o presente exercício, e fruto da actual conjuntura económica do País, numa óptica prudencial, o BNI decidiu reforçar as suas provisões”, lê-se no comunicado, supondo-se ser esta uma das razões para o ‘trambolhão’ que se registou nos lucros do ano passado.

Sentido idêntico tiveram os fundos próprios regulamentares, que recuaram 10,6%, de 21,6 mil milhões Kz (221,4 milhões USD) em 2013 para 19,3 mil milhões Kz (180,6 milhões USD) no ano passado, contrariamente ao que aconteceu com os activos totais, que subiram perto de 10%, passando de 184,1 mil milhões Kz (1,8 mil milhões USD), em 2013, para 202,0 mil milhões Kz (1,9 mil milhões USD), em 2014. Entretanto, no curto comunicado enviado ao Expansão, o BNI não faz qualquer referência nem aos depósitos captados, nem ao volume de crédito concedido, em 2014, sabendo-se que, em 2013, os recursos de clientes atingiram os 133,4 mil milhões Kz e o crédito disponibilizado rondou os 86 mil milhões Kz.

Na nota de imprensa, a instituição refere que fechou 2014 com um total de 870 colaboradores – mais 135 do que em 2013 – sete Centros de Negócio BNI PRIME, 47 agências de retalho, 31 postos e um total de 178.900 clientes, o que representa um crescimento de 29% face a 2013. Dá também conta que, no ano em curso, o BNI continua a aposta “já iniciada em anos anteriores” na formação contínua dos colaboradores, perspectivando ainda, com a criação da Bodiva, poder vir a ser um dos players no mercado de capitais, planeando a entrada no sector segurador.

Apesar da conjuntura do mercado, refere, o banco mantém o seu plano de expansão da rede de balcões, tendo já, em 2015, aberto três novos balcões, designadamente a agência BNI Benfica, o Posto BNI Multichoice (na Vila Alice) e o Posto BNI Hospital Pediátrico. (expansao.ao)

Por: Francisco de Andrade

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA