Líder da Al Qaeda na Síria declara intenção de tomar Damasco, diz TV

Damasco (REUTERS)
Damasco (REUTERS)
Damasco (REUTERS)

O líder do braço da Al Qaeda na Síria, a Frente Nusra, disse que seu grupo pretende tomar Damasco e alertou membros da minoria alauita a tirar do poder o presidente sírio, Bashar al-Assad, e a mudar suas crenças.

A Frente Nusra teve avanços no noroeste da Síria ao lado de outros grupos insurgentes nas últimas semanas, capturando Idlib e Jisr al-Shughour e se aproximando de áreas costeiras controladas pelo governo ao norte da capital.

“Nós vamos seguir com o foco em Damasco e em derrubar o regime”, disse Abu Mohamad al-Golani ao canal Al Jazeera, em rara entrevista divulgada nesta quarta-feira. “Eu garanto a vocês que a queda de Assad não vai demorar muito tempo.”

Sua advertência aos vilarejos alauitas fará pouco para dissipar os temores ocidentais com a crescente influência dos insurgentes radicais na Síria e a lealdade da Frente Nusra à Al Qaeda. A comunidade alauita, da qual Assad é membro, é uma ramificação do xiismo.

A Frente Nusra, sunita, é a facção mais poderosa na Síria que faz oposição a Assad e ao Estado Islâmico.

Não estava claro onde a entrevista foi realizada, e o rosto de Golani não foi mostrado. Ele se sentou numa cadeira em frente ao entrevistador, de costas para a câmara.

Dirigindo-se à comunidade alauita, ele disse: “Se eles deixarem de lado as armas, rejeitarem Assad, não enviarem seus homens para lutar para ele e voltarem ao Islamismo, então, eles serão nossos irmãos”, disse.

Golani afirmou que os alauitas faziam parte de uma seita que tinha “abandonado a religião de Deus e do Islão”.

Ele também disse que a Frente Nusra não estava em guerra com os cristãos e que seu grupo não recebeu qualquer financiamento estrangeiro. (reuters.com)

por Mariam Karouny e Sylvia Westall, em Beirute; e de Ahmed Tolba, no Cairo

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA