Kwanza Norte: Conclusão da aldeia rural de Canaúlo prevista para Setembro

(Foto: Diniz Simão)
(Foto: Diniz Simão)
(Foto: Diniz Simão)

O responsável da empresa encarregue da execução das obras do projecto habitacional da “Aldeia Rural” de Canaúlo, no município de Golungo Alto, Cuanza Norte, Mário Silva, apontou o mês de Setembro deste ano, como limite para a conclusão das obras de construção do empreendimento.

Em declarações à Angop, sexta-feira, o responsável esclareceu que o projecto, orçado em nove milhões 997 mil dólares, contempla a construção de 256 casas da tipologia T3.

Mário Silva explicou que o programa teve início em 2008, mas as obras começaram apenas em 2012 devido as alterações que foram introduzidas, por determinação do promotor da obra, o Ministério da Família e Promoção da Mulher, o que levou a uma reprogramação do projecto.

“Estava inicialmente prevista a construção de residências da tipologia T2 e T3 em áreas de 45 e 50 metros quadrados respectivamente, e fruto das alterações introduzidas o plano foi moldado para uma tipologia única (T3) para todas as casas”, acrescentou.

A construção de “Aldeias Rurais” é uma iniciativa tendente a melhorar o nível de vida das comunidades rurais, sob tutela do Ministério da Família e Promoção da Mulher.

Em Canaúlo a implementação do projecto está a suscitar um sentimento de satisfação por parte da população local, pelo facto de contribuir para o desenvolvimento da região e a diminuição das dificuldades habitacionais, segundo declarou o soba da localidade, António Francisco Pedro.

Localizada nos arredores da vila do município do Golungo Alto, Canaúlo é uma aldeia habitada por 757pessoas que têm a agricultura como principal fonte de subsistência. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA