Joao Lourenço optimista com o desfecho da XVI reunião da CPLP

Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, em declaração a imprensa (Foto: Lino Guimaraes)
Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, em declaração a imprensa (Foto: Lino Guimaraes)
Ministro da Defesa Nacional, João Lourenço, em declaração a imprensa (Foto: Lino Guimaraes)

Angola espera que a XVI reunião dos ministros de Defesa da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) produza resultados que fortaleçam a união ente os membros da organização.

A sua chegada hoje, segunda-feira, no Aeroporto Internacional de São Tomé e Príncipe, o ministro angolano da Defesa, João Lourenço, disse a imprensa esperar que, da reunião de terça-feira, os países saiam “mais unidos e mais fortalecidos com a ideia de que unidos somos mais fortes”.

Questionado sobre as condições de segurança e defesa nos países membros, João Lourenço disse que “não são uniformes, porque variam bastante dos espaços geográficos em que cada um dos países se insere”.

“De uma forma geral, podemos considerar que, neste momento, os países membros estão bem, do ponto de vista de segurança, e gozam de alguma estabilidade política, económica e social”, afirmou João Lourenço.

Considera que, felizmente, a organização conseguiu ultrapassar a situação difícil que a Guiné Bissau vivia.

“Temos que nos felicitar pelo esforço que todos fizemos para que o desfecho fosse positivo e que a Guiné Bissau voltasse a viver uma situação de estabilidade, que lhe vai poder permitir, sem sombra de duvidas, contar com o desenvolvimento económico e social do seu país”, disse o ministro da defesa.

Hoje, segunda-feira, os Directores de Política de Defesa Nacional da CPLP) reuniram-se na capital santomense, para preparar o XVI encontro dos ministros de Defesa da organização, a realizar-se terça-feira.

Na reunião, os participantes prepararam, entre outros assuntos, propostas de criação de uma identidade de segurança e defesa na CPLP, a alteração dos estatutos para a institucionalização de directores para o Centro de Analises da Comunidade.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa é uma organização internacional formada por países lusófonos, que busca o “aprofundamento da amizade mútua e da cooperação entre os seus membros”. A sua sede fica em Lisboa, Portugal, e o seu actual Secretário Executivo é Murade Isaac Murargy, de Moçambique.

A CPLP foi criada em 17 de Julho de 1996 por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. No ano de 2002, após conquistar independência, Timor-Leste foi acolhido como país integrante. Na actualidade são oito os países integrantes da CPLP. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA