Grécia: EUA defendem aceleração das negociações para evitar “acidente”

(Foto: Lusa)

Jack Lew defendeu, em Londres, que deve ser encontrada rapidamente uma solução para o problema da Grécia.

(Foto: Lusa)
(Foto: Lusa)

“O risco de ir de um prazo para outro só aumenta os riscos de um acidente”, afirmou, falando na London School of Economics.

As declarações foram feitas antes do início da reunião de ministros das Finanças e governadores de bancos centrais do G7, o grupo dos sete países mais industrializados, que vai decorrer em Dresden, na Alemanha, e que deverá abordar a crise grega.

A Grécia, que tem problemas de liquidez e corre risco de incumprimento, está há meses a negociar com os credores (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) um acordo para que seja desbloqueada uma tranche de 7,2 mil milhões de euros do empréstimo concedido em 2012.

Atenas terá de fazer pagamentos ao FMI ao longo do mês de junho no valor de perto de 1,6 mil milhões de euros, o primeiro dos quais (300 milhões de euros) no dia 05.

No domingo, o ministro do Interior grego, Nikos Voutsis, afirmou que não há dinheiro para pagar ao FMI em junho, mas na terça-feira, o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, mostrou alguma ambiguidade quanto a isso.

“Um erro de cálculo pode levar a uma crise potencialmente muito prejudicial”, advertiu Lew. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA