Governo e oposição no Sudão divididos pela condenação à morte de Morsi

Bandeira do Sudão (D.R)

O Governo e a oposição no Sudão estão divididos pela pena de morte pronunciada recentemente contra o deposto Presidente egípcio Mohamed Morsi, por um tribunal do seu país, com aquele a considerá-la uma questão interna do Egito.

Bandeira do Sudão (D.R)
Bandeira do Sudão (D.R)

Enquanto a oposição condena a decisão, o Governo diz que não vai “ingerir-se” no caso do julgamento de Morsi e de outros líderes da seita Irmandade Muçulmana que considera como “um assunto interno”.

O Partido do Congresso do Povo (PCP, oposição) denunciou o veredito que foi submetido à confirmação do Mufti do Egito, a autoridade religiosa suprema do país.

Por seu turno, o secretário-geral adjunto do PDCP, Ibrahim Sanousi, advertiu, num comunicado, que a execução de Morsi e de outros dirigentes da confraria da Irmandade Muçulmana “vai desencadear uma guerra civil” no Egito, que vai estender-se aos países vizinhos.

Sanousi indicou que o seu partido estará na liderança duma grande campanha de mobilização contra a pena de morte. (panapress.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA