Feira de Tecnologia da Universidade Independente de Angola

(D.R.)
(D.R.)
(D.R.)

Durante quatro dias, a UnIA organizou a sua Feira de Tecnologia, com um programa recheado de palestras, novidades, exposições e oficinas de trabalho, para o qual foram convidadas empresas ligadas às Engenharias, com especial enfoque nas novas tecnologias.

Alguns dos mais conceituados técnicos que servem empresas líderes de mercado vieram aqui revelar os últimos desenvolvimentos da ciência e os projectos que o país tem em curso para a sua modernização e desenvolvimento.

Depois da Cerimónia de Abertura pelo Vice-Reitor para a Área Académica, Prof. Doutor José António Fazenda, entrou-se no primeiro Painel, dedicado ao tema “O Perfil do Engenheiro no contexto do desenvolvimento Tecnológico de Angola”. Outro alto quadro da UnIA, o Vice-Reitor para Área Científica e Extensão Universitária, Professor Mestre Francisco César Almeida, dissertou sobre “Desafios no Ensino Superior a Médio Prazo, na perspectiva do Plano Nacional de Formação de Quadros”, numa comunicação que foi avidamente seguida por um Auditório Nobre completamente cheio e mereceu o interesse dos grandes órgãos de Comunicação Social presentes, com entrevistas imediatamente após, pela TPA e ANGOP, após o que o Centro Tecnológico Nacional do Ministério das Ciências e Tecnologia apresentou a sua posição sobre “Investigação vs Inovação”.

O Painel seguinte foi sobre “Os grandes desafios da Electrificação em Angola”, com apresentação pelo Prof.Eng. João de Sousa Barradas, da RNT – Rede Nacional de Transporte. O Dr. Fernando Koch e o Eng. Marco Brandão, da Biocom, falaram sobre “Energias Renováveis como alternativa do fornecimento da energia em Angola”.

O segundo dia começou com uma manhã inteiramente dedicada às Novas Tecnologias. O Eng. Fernando Barreiro, da UnIA, explicou tudo sobre “4ª Geração – Tráfego Móvel” e o Eng. Cipriano Siquito, da Omnidata, falou sobre a “Importância do armazenamento da informação em ambientes Clássicos e virtuais na actualidade”. A Nova Base enviou o Dr. Cláudio Osório, que falou sobre “Produção de conteúdo digital em Angola para a massificação do e-learning” e a Movicel apresentou as “Principais diferenças entre LTE R8 e R10”, pelo Eng. Adriano Trindade.

O segundo Painel teve enfoque sobre “A revitalização do sector Industrial de Angola”. Falaram o Presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, sobre “Estratégias para materialização do sector industrial de Angola” e o Eng. Carlos Hernany Wilson de Carvalho, da SIIND, sobre “O contributo da ZEE para a diversificação da economia de Angola

No dia dedicado a Exposições de empresas e entidades convidadas, houve também exposições de trabalhos dos estudantes da UnIA, a que se juntaram trabalhos dos estudantes da UTANGA, da Universidade Jean Piaget e do Instituto Superior Metropolitano de Angola.

Foi um dia memorável, com uma afluência que surpreendeu os próprios organizadores, um espaço onde deixou de existir espaço, tanta gente compareceu para visitar esta FETEC.

No último dia realizou-se uma Oficina de Electrónica Digital/Analógica.

Feira de Tecnologia da UnIA (FETEC), agora prometida como evento anual, passa desde já a perfilar-se como mais um ex-libris de uma Universidade que tem tantos.

Fica a excelência do trabalho incansável da Decana da Faculdade de Engenharia da UnIA, a Engª. Alice Cabral Narciso que construiu e liderou uma equipa dedicada que tornou possível a realização desta FETEC, sob a superior orientação do Vice-Reitor para a Área Académica, Eng. Professor Doutor José António Fazenda. (unia.ao)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA