ENSA e Banco BIC selam protocolo para facilitar vida dos segurados

ENSA e BIC Assinam Acordo Sobre Autorização de débito (Foto: Angop)
ENSA e BIC Assinam Acordo Sobre Autorização de débito (Foto: Angop)
ENSA e BIC Assinam Acordo Sobre Autorização de débito (Foto: Angop)

A Empresa ENSA Seguros de Angola e o Banco BIC assinaram ontem, 14 de Maio, em Luanda, um acordo que visa operacionalizar, a partir de um de Junho próximo, o serviço de Autorização de Debito em Conta (ADC), dando a possibilidade do tomador de seguro parcelar o pagamento do prémio em 12 prestações anuais, através da conta domiciliada no BIC.

Pelo Banco BIC rubricou o acordo o seu presidente Fernando Teles, enquanto pela ENSA Seguros assinou o presidente do conselho de administração, Manuel Gonçalves.

O ADC é uma autorização do titular de uma conta bancária para que o banco proceda débitos mensais na mesma conta para o pagamento do seu seguro, creditando deste modo a conta ENSA, domiciliada no banco.

Para funcionalidade deste serviço, o cliente deverá, primariamente preencher um formulário num dos balcões da ENSA juntamente com a entrega do comprovativo do IBAN e cópia do BI.

Após cumprida essa formalidade, a ENSA enviará o processo para o banco do cliente e o débito em conta começará a ser efectuado.

Esse serviço inovador permite ao segurado ENSA pagar o prémio de seguro de forma fraccionada até 12 prestações anuais por valores inferiores aos praticados no mercado. Essa iniciativa resulta da preocupação da ENSA com a satisfação comodidade dos seus clientes.

Após a assinatura do acordo, Manuel Gonçalves, presidente da ENSA Seguros, disse existir negociações com outros bancos para assinatura de protocolos similares, pois os clientes da seguradora têm contas domiciliadas em todas instituições bancárias do país.

Disse existir uma relação histórica com o BIC, pois são mutuamente clientes.

Por sua vez, o presidente do Banco BIC, Fernando Teles, disse estar feliz, o banco está a colaborar no débito automático nas contas, pois facilita a vida dos clientes, porque o cliente dá uma instrução uma vez na vida e todos os meses o banco vai debitando os valores.

Disse que em Angola o serviço de débito na conta começa a ser já feito para o pagamento da electricidade, águas e Ministério das Finanças. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA