Empresas de segurança instadas para policiamento comunitário

Comandante da Polícia Nacional no Kilamba Kiaxi, Alberto da Silva Paulo (Foto: Henri Celso)
Comandante da Polícia Nacional no Kilamba Kiaxi, Alberto da Silva Paulo (Foto: Henri Celso)
Comandante da Polícia Nacional no Kilamba Kiaxi, Alberto da Silva Paulo (Foto: Henri Celso)

O comandante de Divisão da Polícia no Kilamba Kiaxi, superintendente-chefe Alberto da Silva Paulo, instou, hoje, terça-feira, nesse Distrito Urbano, em Luanda, os responsáveis e directores de empresas de segurança com objectivos económicos na circunscrição, a fazer parte do grupo de policiamento comunitário, para a defesa dos interesses da comunidade.

Para o oficial superior da corporação, que falava numa reunião com responsáveis de empresas de segurança com objectivos económicos na circunscrição, todos os directores e responsáveis das empresas de segurança são membros do grupo de policiamento comunitário, ressaltando que para além dos objectivos comerciais, as empresas têm outros para a defesa da comunidade, na qual fazem comércio .

Segundo o comandante Alberto da Silva Paulo, se a população não tiver segurança, não há comércio, pelo que exortou aos responsáveis das empresas de segurança a colaborarem para a sua tranquilidade, para que a actividade comercial tenha bom resultado.

No grupo de policiamento comunitário, prosseguiu, participarão também empresários de outros sectores com objectivos económicos nas comunidades, tendo realçando que nenhum cidadão deve ter apenas interesses económicos sem se importar com a segurança do cliente.

Apelou que haja estratégias e condições, a fim de que os cidadãos que adquirem produtos em estabelecimentos comerciais cheguem com os seus bens até às residências.

Esclareceu que a estratégia de policiamento comunitário é uma preocupação do Governo e do Comando Provincial da Policia de Luanda, cuja implementação começa, numa primeira fase, nos distritos urbanos do Kilamba Kiaxi e da Maianga.

Pediu aos responsáveis das empresas de segurança que façam parte da reunião para a constituição de grupos de policiamento comunitário.

O policiamento comunitário tem como responsável máximo o administrador do Distrito do Kilamba Kiaxi, Domingos João Lourenço, coadjuvado pelo comandante da Divisão de Policia da circunscrição.

A execução desse plano, visa a defesa de interesses das comunidades, a resolução de vários problemas sobretudo a criminalidade, com a vigilância de forças policiais. A comunidade e a Polícia fazem um casamento e identificam os problemas que afectam o bairro, quer seja de segurança ou de outro género. O policiamento comunitário é um sistema integral que permite a vigilância total de bairros. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA