Elisal recebe mais de 30 carros da embaixada da Itália para limpar Luanda

CARRO DE LIXO (FOTO: VIEIRA ASPIRANTE)

Trinta e nove carros para limpeza foram hoje, quarta-feira, entregues à Empesa de limpeza e saneamento de Luanda (Elisal) pela embaixada da Itália em Angola, no âmbito do programa ” Commodity Aid”.

CARRO DE LIXO (FOTO: VIEIRA ASPIRANTE)
CARRO DE LIXO (FOTO: VIEIRA ASPIRANTE)

Da entrega feita pelo embaixador da Itália Giorgio Di Pietrogiacomo, constam motoniveladoras, bulldozeres, pá retroescavadoras articuladas, retroescavadora de pneus, retroescavadora sem esteira, camiões de sucção de 14 metros cúbicos, camião combinado de 10 mil litros cúbicos, camião  rol-on, rol-of de 20 toneladas, carrinha poli-guindaste e camião compactado de 20 metros cúbicos.

Na recepção dos meios, o governador  de Luanda, Graciano Domingos, reconheceu que a oferta do governo Italiano é de extrema importância, porque a província  vive actualmente problemas na recolha de resíduos sólidos, estando em curso trabalhos no sentido de ser  implementado um novo modelo de recolha de lixo.

Precisou que a partir de um de Agosto a limpeza urbana será da responsabilidade dos municípios, que deverão ter uma operadora principal,  empresas de pré-recolha e microempresas do ramo de saneamento básico.

Com isso, disse, o objectivo é tornar a recolha dos resíduos sólidos uma responsabilidade municipal, olhando já para a descentralização administrativa, que poderá acontecer depois das próximas eleições gerais.

O governador sublinhou que com estas iniciativas, os munícipes de Luanda serão responsabilizados quando actuarem negativamente contra as normas da boa convivência social, isto é, os municípios terão de organizar-se no sentido de fiscalizarem a conduta das pessoas.

Precisou que os incumpridores destes pressupostos pagarão multas e terão sanções mais pesadas.

Já o embaixador da Itália em Angola, Giorgio Di Pietrogiacomo, precisou que estes equipamentos entregues para o beneficio da manutenção da província de Luanda, ficaram orçados em seis milhões de Euros, produto da empresa  italiana IVECO.

Acreditar que a Elisal esteja em condições de satisfazer as exigências ligadas ao sistema de gestão e recolha de resíduos sólidos em Luanda de forma cada vez mais eficaz.

Adiantou que este é um velho projecto do governo italiano em execução desde os anos de 1970, por isso sempre que se torna possível são disponibilizados meios para Angola. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA