Dirigente considera exagerada paralisação do Girabola

HUÍLA: EZEQUIAS DOMINGOS - DIRECTOR ADMINISTRATIVO DO DESPORTIVO LOCAL (Foto: Morais Silva)

Lubango – O interregno de 40 dias no campeonato nacional de futebol da primeira divisão, Girabola, a observar-se após a primeira volta, podia ser reduzido pela federação por pelo menos 20 dias, melhorando na programação dos trabalhos da selecção e jogos da prova interna, defendeu hoje (quinta-feira), no Lubango, o director do Desportivo da Huíla, Ezequias Domingos.

HUÍLA: EZEQUIAS DOMINGOS - DIRECTOR ADMINISTRATIVO DO DESPORTIVO LOCAL (Foto: Morais Silva)
HUÍLA: EZEQUIAS DOMINGOS – DIRECTOR ADMINISTRATIVO DO DESPORTIVO LOCAL (Foto: Morais Silva)

Em declarações à Angop a respeito de eventuais contornos desta medida da FAF, o responsável disse que se podia encontrar um meio-termo na programação, visto existir do ponto de vista regulamentar um prazo para se convocar os jogadores, que são cinco dias.

“Mas se for para melhorar, vamos apoiar”, acrescentou, considerando, no entanto, a pausa exagerada.

Referiu haver equipas que estão bem na prova e poderão ressentir-se da paralisação, o que do ponto de vista competitivo não é salutar. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA