“Diamantes de Sangue” não pode voltar a ser publicado

Jjornalista e Activista Angolano - Rafael Marques (rtp.pt)

Acordo de Rafael Marques com generais angolanos impede jornalista de republicar o livro na origem ao processo de difamação.

Jjornalista e Activista Angolano - Rafael Marques (rtp.pt)
Jjornalista e Activista Angolano – Rafael Marques (rtp.pt)

O jornalista e activista angolano Rafael Marques e os representantes dos generais no processo de difamação pela publicação do livro “Diamantes de Sangue”, sobre violação dos direitos humanos e a exploração diamantífera em Angola, chegaram esta quinta-feira a entendimento em tribunal e o processo não vai continuar.

O anúncio foi feito pelo próprio Rafael Marques, que acrescentou que o entendimento alcançado prevê a “não republicação” do livro “Diamantes de Sangue”, que esteve na génese deste processo, assumindo o jornalista e activista angolano, após acordo com os generais visados, a monitorização do cumprimento dos Direitos Humanos nas áreas de produção diamantífera. (ionline.pt)

por: Lusa 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA