Cuanza Sul : Ministra defende gestão e exploração racional de recursos marinhos

(Foto: JAImagens)

Sumbe – A ministra das Pescas , Victória de Barros Neto , afirmou nesta quarta-feira , no Porto Amboim , província do Cuanza Sul, que não basta ter mar para ter pescado, mas deve haver a necessidade de empreender medidas visando a preservação , controlo , coordenação e gestão dos recursos marinhos.

(Foto: JAImagens)
(Foto: JAImagens)

A ministra, que falava aos inspectores do serviço nacional de fiscalização pesqueira e da aquicultura (SNFPA), disse que as experiências de outros países demonstrou que não basta ter mar para ter pescado, porém é necessário a sua correcta utilização e conservação sustentável desta riqueza, daí que devem ser empreendidos esforços visando a gestão destes recursos para servir também as gerações vindouras.

Neste sentido , prosseguiu ,a ministra, constitui preocupação do executivo e obrigação do Estado assegurar a implementação e sustentabilidade da gestão dos recursos pesqueiros bem como a preservação dos organismos para a sua reprodução .

Segundo Victória de Barros Neto , igualmente , cabe a obrigação de assegurar que os regimes de reordenamento das pescas contribuam para a defesa da concorrência e adopção de medidas para o abastecimento do mercado do pescado.

Frisou que nesta senda o governo angolano definiu como estratégia o ramo das pescas como “ estratégico” para o combate à fome e à pobreza e a grande tarefa do sector permite a pesca responsável e a fiscalização da actividade.

“ A província do Cuanza Sul joga um papel importante para o desenvolvimento e reprodução de microrganismos que constituem a reserva de alimentar para o ecossistema marinho ,” concluiu. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA