Cuanza Sul: INCA aposta na revitalização da cultura do palmar no Amboim

Palmeiras (Foto: António Escrivão)
 Palmeiras (Foto: António Escrivão)

Palmeiras (Foto: António Escrivão)

A brigada técnica do Instituto Nacional do Café (INCA), no município do Amboim, província do Cuanza Sul, está apostada desde Janeiro de 2015 no repovoamento das plantações de palmar, visando o reforço da produção do óleo de palma na região.

Em declarações hoje à Angop, o chefe de departamento provincial do INCA no Cuanza Sul, Lourenço Alfredo Magalhães, adiantou que o sector tem disponíveis 15 mil plantas de palmares importadas da Indonésia, para serem distribuídas aos agricultores e cooperativas agrícolas.

Disse serem palmares melhorados, de carácter produtivo emergente e com uma duração de três anos para dar os seus frutos.

O responsável disse que o relançamento da cultura do palmar visa aumentar a produção de dendém e melhorar a qualidade do óleo de palma, assim como diversificar a produção agrícola no Amboim.

Segundo Lourenço Alfredo Magalhaes, são plantas híbridas, os palmares permitem um rendimento rápido ao produtor, facto que vai ajudar o auto-sustento das famílias e melhoria da dieta alimentar das populações locais.

O responsável exortou os camponeses a aderir ao projecto para que possam lançar as plantas numa altura em que se verifica a queda de chuvas regulares e altura para a prática da agricultura. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA