Companhia de Dança Contemporânea apresenta peça “Solos para um dó maior”

(D.R)

A Companhia de Dança Contemporânea de Angola apresenta, em parceria com o Camões – Centro Cultural Português, em Luanda, uma nova versão da peça “Solos para um dó maior”, entre os dias 4 a 13 de Junho deste ano.

(D.R)
(D.R)

Segundo uma nota da companhia, chegada hoje, quarta-feira, à Angop, trata-se de uma coreografia intimista construída com base num processo de pesquisa individual e improvisação, sobre um conjunto de personagens retiradas de um conto da literatura oral angolana.

A articulação com extractos da obra “A Cidade Cruel” do escritor camaronês Eza Boto (Mongo Betti) abre ao público a possibilidade de desenvolver, livremente, a sua própria interpretação.

Os espectáculos, classificados para maiores de 12 anos, terão lugar nos dias 04, 05, 06, 11, 12 e 13 de Junho às 19h30 nas instalações do Centro Cultural Português.

A Companhia de Dança Contemporânea, fundada e dirigida desde o início de 1991 pela bailarina e coreográfa angolana Ana Clara Guerra Marques, propõe diferentes vocabulários e novas linguagens, no âmbito da pesquisa e experimentação, para a revitalização da cultura de raiz tradicional.

A partir de estudos de investigação efectuados em várias regiões de Angola, a companhia criou as peças “A Próposito de Lweji” (1991), “Uma frase qualquer… e outras (frases)” (1997), “Peças para uma sombra iniciada e outros rituais mais ou menos” (2009) e “Paisagens Propícias” (2012). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA