Comandante da BET quer rigor profissional na autuação dos automobilistas

Comissário Timóteo de Abreu Hilário - Comandante da BET (Foto: Francisco Miúdo)
Comissário Timóteo de Abreu Hilário - Comandante da BET (Foto: Francisco Miúdo)
Comissário Timóteo de Abreu Hilário – Comandante da BET (Foto: Francisco Miúdo)

O comandante da Brigada Especial de Trânsito (BET), comissário Timóteo de Abreu Hilário, exortou hoje, domingo, em Luanda, os efectivos do órgão a um rigor profissional nas autuações aos automobilistas, que devem ser isentas de excesso de zelo.

A alta patente da corporação falava no acto central alusivo ao 22º deste órgão especializado do Comando-Geral da Polícia Nacional, que hoje se assinala (10 de Maio).

Referiu que a interação com o automobilista não deve passar apenas pela fiscalização da legalidade do exercício de condução e do estado do veículo em que se faz transportar, mas também por uma autuação isenta de excesso de zelo, prudente e, acima de tudo, enaltecedora da probidade e boa relação interpessoal.

Segundo o oficial comissário, o quadro menos satisfatório da sinistralidade rodoviária que se regista ao nível do país, concentra a atenção do Executivo, visando contrapor este grande mal.

Com efeito, realçou que o profissionalismo, o brio e o rigor nas autuações profissionais, deverão ser as armas irrefutáveis para a mudança do quadro sinistro nas vias sob tutela da Brigada Especial de Trânsito.

Apelou, por outro lado, aos automobilistas e demais utentes da rodovia, no sentido de uma necessária mudança de comportamento.

“Pois, como sabemos, a par das condições das infraestruturas rodoviárias e do veículo, o factor consciência vem-se assumindo como um dos maiores impulsionadores para a ocorrência de acidentes, daí que temos registado um relativo mas preocupante na incidência dos mesmos”, expressou.

Para o comandante da BET, o número de aparatosos acidentes de viação e suas vítimas, apesar de estarem em escala preocupante, “devem servir de barómetro para conhecermos, com exactidão, a magnitude dos nossos desafios e a preponderância da nossa nobre missão”.

Aferiu ainda que a relação no âmbito laboral reveste-se de uma série de exigências e princípios que não devem ser subestimados por qualquer efectivo.

“Uma boa conduta junto do cidadão, sobretudo no acto da autuação, dá-nos a possibilidade de evitar penalizações, previstas no Regulamento Disciplina da Polícia Nacional (…)”, notou.

A Brigada Especial de Trânsito (BET), que actua fundamentalmente nas estradas nacionais e na Via Expresso, em Luanda, foi institucionalizada a 10 de Maio de 1993.

Após a sua criação, a BET passou a exercer maior e melhor controlo da situação das estradas nacionais, em termos de segurança para os utentes das vias rodoviárias e mesmo no quadro da sua conservação. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA