Chefe de Estado analisa situação na RCA com presidente interina deste país

PRESIDENTE INTERINA DA RCA, CATHERINE SAMBA PANZA (Foto: Francisco Miudo)

O Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, manteve hoje, segunda-feira, no Hotel Convenções de Talatona, em Luanda, um encontro privado com a presidente interina da República Centro -Africana, Catherine Samba Panza, com quem abordou questões ligadas a actual situação político, de segurança e humanitária neste país membro da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

PRESIDENTE INTERINA DA RCA, CATHERINE SAMBA PANZA (Foto: Francisco Miudo)
PRESIDENTE INTERINA DA RCA, CATHERINE SAMBA PANZA (Foto: Francisco Miudo)

Angola na pessoa do Chefe de Estado angolano, presidente em exercício da CIRGL, tem prestado ajuda para que este país que vive desde a algum tempo um conflito interno inter-religioso e outros países da região, ponham fim as divergências quer do ponto de vista político ou religioso de forma pacífica através do diálogo, ao invés do recurso a violência armada, factores que perturbam e retardam o processo de integração e o desenvolvimento da região e do continente africano.

O encontro de cerca de 30 minutos antecedeu o início da Cimeira de chefes de Estado e de Governo, da CIRGL, que inicia hoje, na capital e que conta a participação os líderes ou seus representantes deste órgão regional africano. O Presidente da África do Sul Jacob Zuma, está igualmente presente  para participar do mesmo, na qualidade de observador.

De acordo com o programa de trabalho da sessão, o Presidente angolano e em exercício da CIRGL, José Eduardo dos Santos, na qualidade de anfitrião fará a abertura do evento com um discurso de boas-vindas dirigido aos seus homólogos ou seus representantes.

De seguida dar-se-á início ao encontro a porta -fechada, consagrada à adopção da agenda de trabalhos, onde será feita a apresentação das recomendações da reunião do comité interministerial deste  órgão.

No decorrer da reunião o presidente da República Democrática do Congo, Joseph Kabila vai fazer a apresentação do ponto de situação de segurança no seu país e sobre o processo de desarmamento das Forças Democráticas de Libertação do Ruanda (FDLR), seguido também do líder do Sudão do Sul, Salva Kiir, igualmente a prestar uma informação sobre a situação de segurança no seu território.

De igual modo, ainda de acordo com o programa que a Angop teve acesso, a presidente da República Centro- Africana, Catherine Samba Panza e do Burundi, Pierre Nkurunziza, vão fazer ao líder em exercício da CIRLG, José Eduardo dos Santos o ponto de situação de segurança nos seus respectivos países.

Ainda na mesma senda, o chefe de Estado do Quénia, Uhuru Kenyata, também vai prestar uma informação sobre a ameaça do terrorismo na região dos Grandes Lagos.

A CIRGL foi criada após os conflitos políticos que marcaram a região dos Grandes Lagos, em 1994, cujo resultado marcou o reconhecimento da sua dimensão e a necessidade de um esforço concentrado com vista a promoção da paz e do desenvolvimento na região.

Dela fazem parte Angola, Burundi, República Centro -Africana, República do Congo, República Democrática do Congo, Quénia, Uganda, Ruanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia e Zâmbia. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA