Capital angolana com trânsito congestionado por obras

Engarrafamento na cidade de Luanda (Foto: Pedro Parente)
Engarrafamento na cidade de Luanda (Foto: Pedro Parente)
Engarrafamento na cidade de Luanda (Foto: Pedro Parente)

A capital angolana vai viver ao longo dos próximos seis meses ao ritmo de obras de vulto nas suas ruas. A construtora portuguesa Mota Engil deve reparar passeios, estradas, lancis e sinais de trânsito, projecto orçado em praticamente 79 milhões de dólares. Os tradicionais engarrafamentos de Luanda prometem agudizar-se com os congestionamentos criados com estas obras com áreas mesmo sem qualquer circulação no período nocturno.

A capital angolana Luanda, enfrenta problemas de saneamento básico de água, energia lixo e congestionamento de trânsito, que criam dificuldades no funcionamento normal dos vários serviços de uma urbe.

A cidade de Luanda superlotada com mais de seis milhões de habitantes, tem igualmente, as suas vias rodoviárias degradadas, criando imensas dificuldades na mobilidade do trânsito.

O Governo Provincial de Luanda com o objectivo de inverter o quadro, assinou recentemente, com a empresa portuguesa Mota Engil, um contrato para reabilitar as vias rodoviárias das zonas urbanas da cidade, por um período de seis meses.

As obras vão agravar as dificuldades de mobilidade do transito da cidade que tornou-se depois da independência de Angola, o principal centro administrativo, politico e económico do pais.

A gestão da cidade de Luanda, é um dos grandes problemas do Executivo Angolano. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA